Cinco teses sobre o encarceramento em massa

De acordo com os dados mais recentes publicados pelo Bureau of Justice Statistics, em 2014 a população prisional dos Estados Unidos era de 1.561.500 (Bureau of Justice Statistics, 2015a: 1).

Se forem adicionados à conta os prisioneiros detidos em cadeias locais, a população confinada atrás das grades alcança 2.306.100 (para um índice de encarceramento de 725/100.000), ao qual se deve acrescentar os mais de 4,7 milhões de indivíduos atualmente em livramento condicional ou suspensão condicional da pena.

No total, mais de 7 milhões de pessoas estão atualmente sob alguma forma de controle penal – quase 3% da população estadunidense, o equivalente ao que seria a segunda maior cidade nos EUA depois de Nova York (Bureau of Justice Statistics, 2014a; 2015a; 2015b).

Título

Cinco teses sobre o encarceramento em massa

Autor

Alessandro De Giorgi

Tradutor

Leando Ayres França

ISBN

978-85-92712-09-9

Páginas

63

Autor

Alessandro De Giorgi

Avaliações

Nenhuma avaliação ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Cinco teses sobre o encarceramento em massa”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *